21 junho, 2010

Deixa a vida me levar....

Não sou Zeca Pagodinho mas tenho deixado a vida me levar de mansinho. Vivia intensamente e dava tudo de mim na minha corrida vida interiorana. Hoje estou mais para "sentar e ver a vida passar" como escreveu nossa querida Beth dias desses.

Sempre fui "neurótica" com os afazeres da casa , do trabalho e com tudo que precisaria dar conta, isto me consumia e eu acabava com sobrecarga pois demandar ações a serem executadas sempre foram motivo de sacrifício para mim exigindo que as coisas saissem como idealiza e isto nem sempre é possível pelo olhar de outros. Estava no meu limite e assim a vida tornou--se muito mais difícil no trabalho e em casa. Era mesmo momento de parar e retomar, observar a vida de um ângulo diferente daquele.

Com todas as perdas que as escolhas nos proporcionam cá estou eu olhando o verde de perto, preparando minha comida , brincando de casinha , de bonecas, pisando na areia dos parquinhos, andando de bicicleta e vendo a vida passar. ....

Feirinhas nos centros de Lund


De manhã depois que deixo as meninas na escola vou para a academia a pé, por vezes paro em algum lugar para tomar um café com leite observando a rotina das pessoas que por mim passam . Tiro fotos, paro, sento, caminho. Após a academia, como minha banana pouco saborosa mais importante para minhas câimbras,sigo para casa para preparar o almoço que será acompanhado do marido. Há dias em que estou mais para bater pernas, observar vitrines, provar roupas e entrar em grandes lojas. Outros pra ler um livro, assistir um desenho junto as meninas, comer pipocas ou morangos fresquinhos, olhar pela janela, escrever e ler posts de amigos. Há ainda dias de conversas na cozinha, ehhhh....


Márcio , Bia e Laurinha brincando com seus aviõzinhos de papel...


As tardes são intensas na companhia das minhas inseparáveis Bia e Laura. Quando pedem para passear, fazer piquenique ou brincar no campinho de futebol, lá vamos nós com disposição e alegria no coração.

Outro companheiro inseparável nesta Suécia é o verdinho. Sim , os ônibus que circulam pela cidade e por toda a região SKANE. Com o cartão Jojo e agora Jojo summer podemos fazer viagens ilimitadas em todo o sul da Suécia, durante dois meses do verão com Skanetrafikens trens e ônibus.

No mais, o encanto é ainda maior quando pequenos momentos transbordam de significados e a paz conforta o nosso saudoso coração.



Piquenique e esconde- esconde no campinho de futebol.
Lund, maio de 2010.

Por enquanto,

Só posso levantar

As mãos pro céu
Agradecer e ser fiel
Ao destino que Deus me deu
Se não tenho tudo que preciso
Com o que tenho, vivo
De mansinho lá vou eu...

Se a coisa não sai
Do jeito que eu quero
Também não me desespero
O negócio é deixar rolar
E aos trancos e barrancos
Lá vou eu!
E sou feliz e agradeço
Por tudo que Deus me deu...


Da sacada- observando o desenho do céu de uma noite azul.....


"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis."
Fernando Pessoa


Este post pertence ao último dia da brincadeira "Vida Simples" direcionado pela Mila Viegas cujo tema é livre.

19 comentários:

Barbie Girl disse...

Fran,

primeiramente seu blog está lindo e em segundo quero parabenizá-la pela excelente participação... belas, puras e verdadeiras tuas palavras!!

beijos

Isadora disse...

Querida Fran como me vi na parte inicial do seu texto. Como me identifiquei e igual a você passei a olhar a vida com mais calma, pois toda essa ansiedade e agitação não fez bem e nem pode, né.
Que, hoje, aí em Lund você possa estar mais inteira ao lado de suas filhas e marido e que possa com mais calma ver a vida passar.
Um grande beijo com todo o meu carinho

Françoise disse...

Obrigada Cintia,
Beijo para você.


Oi Isa,
Sinto que agora estou realmente mais calma, menos ansiosa e isto tem me feito bem. Obrigada pelas palavras de incentivo.
Beijos

Astrid Annabelle disse...

Olá Françoise!
Como é gostoso vir aqui e deixar seus contos me levarem...apesar de serem contos do dia a dia!
Muito bom mesmo.
Eu só comecei a relaxar dessa forma depois que fiquei viúva...antes eu não parava...coisa de louco! Como nos exigimos e cobramos, não é?
Agora faço como você...pego leve!
Lindo post! Lindas imagens.
Um beijo grande
Astrid Annabelle

Regina Coeli disse...

Olá Menina Françoise,
Que riqueza de post!!!
Eu não tenho conhecimento sobre sua vida antes de estar aí em LUND, mas posso lhe garantir com certeza que esses momentos que está vivendo mais pertinho do marido e filhas estão sendo muito preciosos, você tem vivido intensamente cada momento, tem aprendido muito e aposto que valorizado muito mais tudo que deixou para trás nessa nossa TERRA AMADA.
Que Deus abençoe você as Princesa lindas e o Marido e que todo esse apredizado tenha contribuido para o seu crescimento pessoal.
Beijinho carinhoso,
Regina Coeli

Renata Keli disse...

Oi Fran

Amo ler seus textos!! São lindos!!

Boa semana!

Bjs

Lúcia Soares disse...

Françoise, aos poucos a gente se adapta, não foi este um dos vários conselhos que ouviu?
E sinto isso, você está mais próxima à sua realidade aí. Não adianta lutarmos contra o que temos, mas nos adaptarmos.
Uma família linda dessas, vidas saudáveis, natureza deslumbrante, cultura diferente, onde mais se aprende coisas boas que ruins, e a vida vai...
Tudo em meio à simplicidade, com carinho, com prazer.
Isso é viver!
Beijo e boa semana!

manuel marques disse...

Lindíssimo texto,parabéns.

Beijo.

cantinho she disse...

Oi Fran que delícia de post, adorei e até visualizei tudo que você descreveu de forma gostosa... e que filhas lindas, muito fofas!
Beijo, beijo!
She

Lu Souza Brito disse...

Minha amiga Fran,

Parece que esta fase de inquietação é coisa que consome a maioria das mulheres né? Eu também já fui tão aflita, tão sabe tudo..tenho enorme dificuldade de delegar funções, por achar que ninguém saberia fazer do jeito que eu gostaria.
Agora desencanei. E quer saber, estou tãaaaaaaao mais leve, tãaaaaaao mais feliz. Claro que nao tive mudanças bruscas de vida como você (e que está superando muito bem), mas se considerar mudança de cidade, de emprego, tbm precisei me "adaptar".
É isso amiga. Sua blogagem ficou lindaa. Amei seu post. Gosto muito do jeito leve que fala sobre o dia a dia. Suas filhotas são lindas.
Ahh, obrigada pelo elogio a minha pessoa deixado lá no Blog da Beth.
Grande Beijo
Lu

** Fran, o blog deve estar com algum problema, porque não estou vendo atualização de quase ninguém.

Sandra disse...

LINDA E BELA PARTICIPAÇÃO. CADA UM DE NÓS EXPRESSA DA MAIS DIVERSA FORMA AS NOSSAS SIMPLICIDADES DE VIVER A VIDA..COMEMORAR COM A MÚSICA, COM AS ARTES, COM AS FOTOS, ENFIM COM A SIMPLICIDADE. JÁ É VIVER A VIDA E ECOAR AS MAIS BELAS CANÇÕES E SENTIMENTOS.
A VIDA É MUITO SIMPLESEMNTE MESMO. POR ISSO ESTOU NESSA COLETIVA PARA NOS ENCANTAR COM OS FATOS E LEMBRANÇAS QUE CADA UM DE NÓS TEMOS.
A SIMPLICIDADE DA VIDA NÓS FAZ BEM MAIS FELIZES.
NÃO É PRECISO O GLAMUR PARA NOS REALIZAR. EMBORA ALGUNS MOMENTOS ELES EXISTEM EM NOSSOS VIDAS. MAS AS DOCES LEMBRANÇAS DE UMA VIDA CURTIDO COM A LEGRIA E SIMPLECIDADE É O QUE VALE MAIS.
POR ESTE MOTIVO ESTOU COMPARTILHANDO COM VOCÊ ESTA VIDA SIMPLES.
http://sandrarandrade7.blogspot.com/
FICA O CONVITE PARA COMPARTILHAR ESTE MOEMTNO COMIGO.
CARINHOSAMENTE,
SANDRA

Tida Vieira disse...

Fran
Você já está mais pé no chão da Suécia. Isto é bom. Viver é bom em qualquer com a família. Vocês são felizes e isto é o que importa.
Seu texto ficou. Até me increvi para participar desta blogagem, mas não certo em nenhuma vez. Obrigada pelo comentário lá no blog. Você fez a sobremesa? Aquilo tudo é lindo e gostoso mesmo.
Um beijo para você e outro para a Bia e outro ainda para a Laura.

Beth/Lilás disse...

Fran querida!
Eu fico feliz que meu texto tenha servido de inspiração para algumas pessoas, obrigada!
E você está certíssima fazendo assim, pois este tempo aí na Suécia só poderá ser melhor gasto fazendo essas coisas, olhando, observando a vida desse povo diferente e organizado, aprendendo com eles, ensinando também com nossos atos alegres, nosso sorriso sempre iluminado de brasileiro.
E suas filhinhas estão num momento da vida tão lindo, tão tenro e efêmero que o que vc deve fazer realmente é estar junto a elas, aliás que privilégio, aproveita bastante.
Lindo post!
bjs cariocas

Teresinha Ferreira disse...

Olá Fran,
Linda família!!!
O tempo voa. Devemos aproveitar cada segundo e registrar os lindos e eternos momentos das nossas vidas.
Fique bem.
Bjs mil

Kamyla disse...

Fran, amei seu post, como sempre!!!!
Me identifico bastante com suas palavras e narrativas, pois nós duas seguimos o maridão que está a garimpar um sonho maior!!!!!
Parabéns pela simplicidade com que descreve seus preciosos momentos!!!!
Gde bjo e uma ótima semana!!!!!

Renata disse...

Bom dia!!!

Apesar de pra vcs o bom dia parece que é permanente...rsss...engraçado isso!!!

Pois é...tanta correria do lado de cá e tanta tranquilidade do lado daí...vejo sua vida nesse outro lado de mundo como um intervalo, um break que Deus te deu de presente.Tempo pra ver suas filhas crescerem, tempo pra ver a vida passar sem pressa...pra um conhecimento interior, que estando aqui com certeza vcs nao iam ter tempo de ter.

Momentos simples, que ficarão na lembrança de voces para sempre,

Fique bem!

Heloísa disse...

Françoise,
Cheguei hoje ao seu blog e achei esse post muito lindo. Realmente ele retrata muito bem uma "vida simples", e acho que é um privilégio poder viver assim.
bj

cantinho she disse...

Lindonaaaaaa tem selinho pra vc lá no meu Cantinho, o nome do selinho é "Prêmio Dardos" e está no meu segundo post do dia 21/06, se quiser aceitar é só vc pegar lá, beijo, beijo!
She

Bordados e Retalhos disse...

Quanta simplicidade e carinho neste post. Adorei ler tudo e conhecer a família toda. Bjs amiga