25 setembro, 2010

Conversas na cozinha...(5)

Estamos felizes por retornar ao Brasil. Beatriz e Laura não disfaraçam em nada. A ansiedade é tamanha que até dor de barriga tiveram. Ontem , no último dia de aula aqui na Suécia, despediram-se dos coleguinhas e das professoras e foi em mim que o nó na garganta brotou.

Bandeira do Brasil pintada por Laura na escola.
Tema de estudo : "Quem sou eu", tão bem aprendido por ela nestes dias de despedida.


Este semestre, elas estavam muito bem na escola. Inclusive a Beatriz que no início, apresentou dificuldades de adaptação. Estava falando (um pouco) e compreendendo o inglês durante as aulas, resignificando o conteúdo a ponto de chegar em casa, me contando tudo que aprendera. E o melhor: sempre muito feliz e satisfeita. A Laurinha então…. aprendeu com maior facilidade fazendo um bom uso da língua. Outro dia, na saída da aula, conversou com a professora para contar-lhe de um ocorrido com um coleguinha de sala com tranquilidade e graça (e que graça, rs….). Eu babei!



Cartão da turma,
entregue à Beatriz em seu último dia de aula.

A cada cantinho em que vamos nestes últimos dias, aproveitamos ao máximo querendo como que sugar o cheiro, as cores e o jeito do lugar, como forma de memorizar o que agora não teremos mais. Tudo parece ter mais sentido. Um misto de sensações e imagens mentais.

Por que tem que ser assim? Por que tudo passa a ter mais valor, quando perdemos ou nos distanciamos? Sei que quando chegar ao Brasil , todos os momentos vividos aqui, parecerão mais intensos, mais significativos apesar de algumas dificuldades enfrentadas no caminho. Tudo parecia tão irrelevante se comparado com a dimensão da experiência que iria viver....



Desenho da Bia que encontrei na pasta de
atividades recebidas da escola ontem.

A partir desta viagem, sinto que sou mais capaz, de me desapegar e assentar em outro lado qualquer. O fascínio por outras culturas, fez-me acreditar que mudar é preciso. É um desperdício, o imenso espaço que temos disponível para conhecer e hoje, vejo que pra mim este é um privilégio que não posso deixar de celebrar.




No caderno de atividades da escola,
Laura adorava desenhar a família.
FAMÍLIA: Tudo o que vivemos aqui.....

Passou rápido o tempo, mais do que eu pude assimilar, talvez por esse mau relacionamento que passei com a adaptação. Mas agora é diferente. É provável que sinta saudades bem rápido. É claro que sim!



29 comentários:

Chica disse...

tenho certeza que sentirá saudade daí. As crianças estão entusiamadas,né? Onde vais morar aqui no brasil?

beijos,tudo de bom,chica

Tida disse...

Incrível, Fran, como tem de ser assim! Só damos valor às coisas quando estamos na iminência de perdê-las ou quando já as perdemos. Deve ser a ideia da distância ou a distância em si que nos favorece a visão do valor real das coisas em nossa vida.
De qualquer modo, tendo de ser assim distante, que a saudade seja doce.
Feliz regresso.
Bjs

Yoyo Pizy disse...

Tenho a mais absoluta certeza de que tanto para você quanto para as criançãs, essa foi uma experiência rica e inesquecível.
A-do-rei os desenhos.Principalmente a Bandeira do Brasil e o avião,rs
bjos

Renata disse...

Minha amiga

Começa um novo tempo agora, de retornar ao que ficou pra trás, tempo de aconchego, de família, de alegria!

Te desejo um ótimo regresso, e te peço que continues com o blog, já nos acostumamos à ele!

Meu abraço,

Françoise disse...

Ola Chica,
Iremos para Sao JOse dos Campos, interior de Sao Paulo, de onde saimos,
Bjos!

Oi Tida,
Saudades de vc,
A saudade sera boa e doce sim. Como aqueles que vc faz em sua cozinha com tanto carinho!!!!!
Beijos.

Oi Yoyo,
Me surpreendi com os desenhos que faziam na escola. Eu tbem gostei!!!
Bjos

Oi Re,
Agradeco pelas palavras de incentivo sempre tao assertivas!
Se tudo correr bem, ficarei por este mundo virtual sim,
Bjos

Tati Pastorello disse...

Amiga, que linda sua despedida. Claro que sentirão saudades. E imagino que o mais interessante é que, quando vocês ganharam o mundo tiveram também a oportunidade de intensificarem a relação de família. Isso é um expandir ao mesmo tempo que interiorizar, já pensou nisso? Pensei agora, enquanto lia seu texto.
Boa viagem. Te espero no nosso encontro com autógrafo da She!
Beijos.

Belocas disse...

Desejo um bom regresso ao seu País, e muuuuita sorte.
Vou continuar próxima da sua cozinha.
Bjs

Teresinha Ferreira disse...

Bom retorno ao Brasil.
Sabe, eu já mudei muito entre os Estados brasileiros e em uma determinada época minhas filhas estavam na pré-adolescência. Eu sofria junto com elas, pois deixávamos amigos e amigos para trás. Só sei que a adaptação dos filhos parece ser mais fácil que as nossas. Pelo menos aconteceu comigo, mas....Temos que aceitar e ir levando e conquistando os velhos e os futuros amigos e buscando o que há de melhor nas novas cidades...É difícil...Boa sorte. Amei os desenhos.

Françoise disse...

Oi Tati,
Entendo muito bem o que que quer dizer com relacao a familia. E este foi sem duvida, um dos maiores ganhos que tivemos durante nossa estadia aqui.
Beijos minha amiga,
Se puder, é claro que estarei ai no Rio, pode contar!

Oi Belocas,
Muito obrigada por seu carinho!!!
Beijos

Françoise disse...

Oi Teresinha,
É verdade, os pequenos assimilam com rapidez as mudancas. Nós, adultos que sofremos com isso. Mas mesmo quando elas ocorrem com frequencia, temos que tirar proveito não é? A vida continua..... Obrigada por estar aqui hoje!!!
Beijos

Nilce disse...

Oi, Fran

As lembranças são as melhores coisas que levamos de nossas experiências na vida.
Mudar é preciso e tenho certeza da tua fácil adaptação no retorno ao Brasil. Sei muito bem o que é deixar amigos, lugares, por onde passamos e vivemos parte de nossa história. Só não sei de como é viver uma nova cultura em outro país.
Realmente foi um privilégio para você. E agora precisa voltar.
Daqui te dou toda minha força, querida. Venha em paz.
Que coisa mais linda os desenhos das meninas. Quanta coisa boa elas viveram por aí.

Uma nova vida te espera por aqui.

Bjs no coração!

Nilce

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Eu queria te agradecer por você ter compartilhado com a gente sua experiência na Suécia. Assim a gente pode conhecer um pouco mais do país, de como é a vida por ai...

logo vcs estarão de volta ao Brasil, pertinho dos que amam... que o retorno seja tranquilo, em uma viagem bem agradável.

Ah, claro que vcs vao sentir saudades da Suécia. Pq a gente sente saudades dos lugares que tivemos bons momentos de vida. Vcs souberam ser feliz em um país diferente, em outra realidade de vida.

Um bom dia, boa viagem e excelente retorno!
bjs

Isadora disse...

Fran, ia mesmo te perguntar como estava os preparativos para a volta. Tá tão pertinho! Tenho certeza de que vocês sentirão saudade, afinal foi um tempo precioso juntos, ainda que com alguns percalços.
Essa história vivida por vocês será motivo de muitas lembranças. E o melhor, lembranças de vocês quatro juntos.
Um grande beijo e se não nos falarmos até o retorno e façam uma viagem tranquila.
Se puder dê notícias quando chegar.

Denise disse...

Fran, todas as tuas considerações são tão legítimas, que cabem a qq pessoa/circunstância de mudança profunda, seja de espaço físico ou interior...Eu fui lendo e, quando cheguei "ao ponto", percebi que era o que estava se criando em mim...a tua sentença esclarece sem necessidade de mais comentários: "Por que tudo passa a ter mais valor, quando perdemos ou nos distanciamos?"

Mas viver intensamente esse restinho de tempo aí, querendo sugar cheiros, cores e jeitos do lugar, só irá completar esse ciclo de vida que se permitiram ter (e me junto à Tati sobre a família).

Bom regresso, minha querida. Quem sabe um dia não desvirtualizamos tb nós???
Bjãozão!

Tatiana disse...

Ai...Fran...essas emoções são uma delicia,alguma tristes outras maravilhosas....emoções que mostram como é bom viver!!!!
Vai dar tuuuudo certo!!!!!!Aiii..ta chegando a hora...
Bjs!!!

Fla disse...

Querida, que post lindo.
Claro que sentirão saudades, mas as experiências vocês levarão para o resto da vida.
Bom regresso.
Beijos

Françoise disse...

OI Nilce,
Obrigada pela forca (cedilha) de sempre!! Estou indo feliz e isso ajuda bastante.
Beijos ,

OI amiga Isa,
De alguma forma, mandarei notícias sim,
Beijos

Denise,
Sempre nos trazendo lindas e delicadas palavras ao coracão. Adoro ler!!!! O ciclo esta sendo encerrado com muita tranquilidade e isso me deixa feliz. Quero viver intensamente o que está a caminho.
Obrigada pelo seu carinho e visita .
Beijos

Françoise disse...

Olá Alexandre,
Enorme prazer tê-lo aqui. Eu é que agradeco sua companhia durante esta minha estadia. Fez a diferenca!
AGradeco pelo incentivo,
Até mais!

Oi Fla,
Obrigada também por suas palavras,
Logo , logo estarei ai com vcs!!
Beijos

manuel marques disse...

Desejo-lhe um bom regresso,seja feliz.

Abraço.

Vicentina disse...

Olá querida, então estão de volta, mas pode ter certeza que sentirão saudades, mas aqui estarão perto da família e isto não tem preço.
Mas o que mais valeu a pena foram as experiências que vc adquiriram neste tempo que vcs viveram aí.
Sejam Bem Vindos.
Bjs

Beth/Lilás disse...

Querida Fran!
Está acabando o tempo por aí para vocês, mas foram lindos momentos que viveram nesta terra e que puderam compartilhar conosco, ainda mais o tempo para conhecer outros países maravilhosas desta antiga Europa.
Sinto que valeu muito a pena esta experiência para todos vocês.
Agora, vamos nos falar daqui mesmo e quem sabe nos conhecermos pessoalmente em breve.
Bom retorno!
beijos grandes cariocas

Celia disse...

Vc vai embora da Suecia? Nao sabia que sua estada aqui estava com os dias contados. Descobri vc há pouco tempo mas, o suficiente pra gostar daqui. Irei agora acompanhar sua volta ao Brasil. Espero que voce seja feliz. Boa sorte. Bjs

Mulher de Fases disse...

Nossa até me emocionei. Vc escreveu com tanto sentimento esse post e os desenhos das criancas também foram tão significativos.
Tenho certeza que a estadia de vcs na Suécia foi uma grande experiência e garra para toda a familía.
Meu desejo é que vcs sejam muito felizes no Brasil e que todas as oportunidades que vcs tiveram na Suécia possam ser aplicadas de alguma forma no dia-a-dia de vcs lá na terrinha.
Uma pena que o nosso contato só aconteceu na partida de vcs e que nunca tivemos a chance de nos ver pessoalmente.

Que as nossas visitas sejam regulares, via Brasil-Suécia!

Beijos e Boa viagem!

Thais disse...

Me emocionei com o seu texto e os desenhos... acho que é assim mesmo... mas ha que abrir mão de uma coisa para ter outra Tenho certeza que a volta será maravilhosa e sempre terão novos desafios, sentimentos e alegria. Bom regresso

Lúcia Soares disse...

Françoise, certamente já está curtindo o Brasil.
Seja muito feliz aqui, como era antes, e como foi na Suécia.
Beijos!

Barbie Girl disse...

Fran, agora é tudo novo de novo e com mais amor, mais carinho, mais afeto e uma família mais unida e enlaçada. Que as experiências vividas aí, fiquem nas lembranças inesquecíveis, com certeza sentirão saudades e quem sabe um dia não voltam como visitantes?!
Tomara que a gente se encontre no Rio, será um enorme prazer!!
beijos

Tatiana disse...

Dia 28 pensei em voce Fran!!Agora voce ja deve estar ai no Brasil,ne?
Arrumando as coisinhas...
Te desejo tudo de bom nessa nova vida!!
Beijocas!!!

Açuti disse...

Oii Fran,

que delícia deve ser a sensação do retorno...
com certeza sentirão saudades,normal, né...mas com certeza tb a adaptação serátão rápida!!!
onde vão morar e qdo voltam??

bjksss

Isadora disse...

Fran, minha amiga, imagino que hoje (07/10) você já tenha chegado! Espero que esteja tudo bem e que você esteja matando um pouquinho a saudade de todos e de tudo.
Quando puder dê notícias.
Um grande beijo. Saudades