25 julho, 2010

Cata - "ventos" nórdicos, por Márcio Moraes


Desde que cheguei no país tenho discutido com marido sobre as torres de energia eólica encontradas por todos os cantos da Suécia, Dinamarca e outros países que já visitamos. Fico curiosa pois além de ser bonito de ver, sei que traz benefícios ao planeta. Foi exatamente este o assunto da nossa conversa na última viagem de trem que fizemos para Helsingborg no final de semana. Enquanto ia me explicando ( com postura de professor que é, rs...) , eu com um papel nas mãos anotava todas as informações. Portanto o post de hoje foi escrito por ele e resignificado por mim.

e assim começou a conversa...


No atual cenário mundial um dos assuntos mais discutidos pela mídia são as mudanças climáticas. Parece que já se chegou num consenso que um dos maiores causadores de tais mudanças são as atividades humanas. Estas aumentaram desde a Revolução Industrial onde a demanda pela energia começou a crescer. Para suprir tal demanda, o homem utilizou os recursos dos quais possuia conhecimento como o carvão, o petróleo entre outras fontes de energia "não renováveis", porém estes recursos são grandes causadores de poluição na nossa atmosfera afetando o efeito estufa (responsável por manter a temperatura ideal para existência da vida na Terra).



Torres eólicas, Copenhagen - Dinamarca
by Márcio Moraes



Com as mudanças climáticas o homem se viu na obrigação de buscar outras fontes de energia que sejam "renováveis", ou seja, que não poluam nossa atmosfera ou poluam pouco e um dos maiores potenciais desta energia disponível é a utilização do vento, chamado de energia éolica. Esta vem sendo utilizada em muitos paises da Europa e EUA, com destaque da Alemanha e Dinamarca que possuem grandes parques eólicos instalados gerando energia limpa.

Aqui na Suécia, se percebe que os grandes usuários de energia eólica são os fazendeiros. Uma grande vantagem para eles é que, além de gerarem a energia que precisam, recebem dividendos colocando o excedente na rede a tendo como fonte de renda. Os ganhos são muitos e esta é uma inteligente forma da população se proteger contra os malefícios da queima de combustíveis, contribuindo para o saudável desenvolvimento da vida em nosso planeta terra.


Ao fundo, Torre eólica utilizada por fazendas.
Lund, abril de 2010.

Como de costume, o Brasil ainda está engatinhando nesse processo, pois apesar de possuir um grande potencial de energia eólica, pouco faz uso desse. Uma das grandes barreiras é que, como no exemplo dos fazendeiros suecos, não é possível ainda se colocar a energia excedente na rede elétrica brasileira. Além é claro da falta de investimentos, e incentivos do governo. Terminamos a prosa concluindo que o uso desta energia no Brasil é mais uma decisão política do que técnica. AFFF!!!!

Até a próxima viagem de trem quando outros assuntos surgirão, rs...

14 comentários:

manosca disse...

Parabéns pelo seu blog.Obrigada pelo carinho com seus leitores.
Assim participamos da sua aventura.
espero vc. no meu blog.
aventurainterior,blogspot.com
abraços carinhosos
mara

Isadora disse...

Ai Fran que passeio maravilhoso e pensar que temos como cuidar melhor do nosso planeta, mas que faltam iniciativas. Gente de boa vontade para fazer o que é melhor. De qualquer forma é bom ver que alguns Países, sim, preocupam-se e fazem algo.
Um beijo e como sempre lindas as imagens.

Jana disse...

Oii, obrigada por passar no meu blog.. E claro vou adorar ir em Lund te visitar e tomar um choklad mjölk no Espresso House!! :)
Adorei o post, e concordo no Brasil eles deviam adotar essa ideia... Lembro que quando fui ai pela primeira vez ficava encantada ao ver um!! E pensava devia ter muito disso no Brasil.. Mas infelizmente,, td por aqui parece q depende da politica,, e a politica nao funciona mto bem aqui :/

Puss puss

Beth/Lilás disse...

Pois, é, amiga Fran, e a gente com tanto sol, tanta energia gratuita e não são aproveitadas de forma inteligente.
Hoje pela manhã, ouvia no rádio uma entrevista com um ecologista que dizia das maravilhas que os telhados verdes têm feito nos USA com hortas que alimentam todo um condomínio de prédios, assim como pintar de branco os telhados em cidades quentes ou poluídas como S.Paulo poderiam trazer benefícios para a saúde e qualidade de vida das pessoas. Mas, isso tudo só teria condições se não tivéssemos políticos corruptos e ignorantes que só viajam pro exterior para curtirem com o dinheiro público e nada aprendem para implantar por aqui. Estamos mil anos luz de diferença nestas coisas da Europa.
Oh, dó!!! hehe
bjs cariocas

manuel marques disse...

Bom texto.

Beijo.

Tatiana disse...

Oi Françoise (que nome lindo)!
Encontrei o seu blog no da Celia e vim "xeretar"..rsrsr
Também sou mae, casada e moro fora do Brasil há 17 anos.Atualmente moro em Cancun com a familia!
Vou dar mais uma olhada no seu blog.
Você se importa se eu colocar o seu link na minha lista de brasileiros morando fora?
Beijos,
Tati.

Tati Pastorello disse...

Oi Fran, agradeça ao marido pela aula... hehehe
Adorei ler um pouco mais sobre isso. Para variar o que falta é vontade política, assim como no caso do (des)estímulo à implementação de linhas de trem e metrô... E quem sofre somos todos nós.
Precisamos mudar nosso panorama.
Beijos.

Tatiana disse...

Obrigada Françoise por todos os seus comentários la no blog, adorei todos!!!
Ja entrei de follower, e de vez em quando vou vir aqui fazer visitinha!!
Bjs...
Tati.

Celia disse...

Muito interessante seu post. Boa informacao. Um abracao.

Fátima disse...

Que passeio mais gostoso esse Françoise,e sua constatação é perfeita, esbarramos sempre na má vontade política e desinteresse total com os benefícios possíveis de serem proporcionados não é.

Beijo.

Glorinha L de Lion disse...

Como sempre né Fran? Dependemos de quem não quer fazer, pode fazer, mas não interessa fazer: os políticos. São eles e sempre eles os que empatam o país, atravancando as coisas possíveis e melhores para a natureza e para o povo. Mas como eles querem mais é que o povo se lasque e a natureza que se dane...tudo continua como antes, e eles sendo eleitos ano após ano...cada povo tem os governantes que merece.
Muito bom seu post! Bjs.

Beatriz disse...

Oi Françoise!
Conheci seu blog agora por acaso e gostei muito! Minha irmã morou em Amsterdã por 5 anos e vivia falando dos lindos moinhos de Vento!!! Sou bióloga e sei da importância dessas fontes alternativas de energia. O nosso planetinha agradece! Dê um pulo no meu blog quando tiver um tempinho.
Bjs,
Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Que bacana seu post. Vim aqui pelo link da Glorinha, pois também participo da blogagem coletiva.

Aqui no Japão tb vejo usarem muito a energia eólica. Cada vez mais. E a troca dos tetos comuns pelos solares. é o caminho, senão como queremos que o mundo continue a existir?


gostei MUITO do seu blog e vou seguir. boa sexta

Marcio disse...

Parabens Fran por divulgar algo sobre energia. A humanidade, de forma geral, não se dá conta que tudo que faz e usa necessita de energia, e as vezes, acho que quase sempre, desperdiça por demais. E esse uso descontrolado sem consciencia vem causando essas mudanças climáticas de que tanto se fala. As fontes de energia renováveis são consideras opções para mitigar as emissões de gases para nossa atmosfera. Penso que seu blog pode ser visto como uma boa oportunidade para as pessoas se sensibilizarem e perceberem que temos que mudar nossos hábitos. Mudança é algo que poucos estão dispostos.
Bem, mais uma vez parabéns.
Beijos,
Marcio.