11 março, 2010

Vida normal...



Moramos em um pequeno condomínio onde vivem muitas famílias. Todas as manhãs exatamente as 10h as crianças saem com suas mães para brincar no gelo. Felizes brincam de escorregar, de baldinhos e nos plays grounds locais rolando no gelo. Os bebês também passeiam embrulhados nos carrinhos com mantas forradas e bem aquecidas. A temperatura de -1 grau não intimida os pequenos que possuem uma vida normal. A Bia acha estranho andarmos de ônibus para ir ao supermercado. Hoje fui sozinha com as duas e elas disseram que estavam com medo pois eu não falo sueco. Ainda é tudo mecânico, no ônibus coloco o cartão na máquina para pagar e no supermercado investigo pelas imagens todos os produtos tentando converter o valor das coroas suecas em euros pois consigo ter noção da "facada". As pessoas brincam com elas nas ruas dizendo "Hej" e eu apenas mostro um sorriso de contentamento.O rosto da Laura fica coradinho e rosado parecendo duas lindas maçãs.Em casa quando chegamos precisamos tirar os sapatos e deixá-los na entrada (achei que isto ocorresse só no Japão). Quando ligam a TV sentam para assistir os desenhos e nem reclamam , parecem estar entendendo tudo (Kkkkkkkk..)!!Hoje, 15 de março foi o primeiro dia da Bia na escola. Fiquei com medo de que ela voltasse pra casa asssustada, lá todos só falam o inglês que ela não domina (apesar de ser melhor que o sueco). Sei que ela precisa deste espaço para brincar, conviver e aprender com outras crianças mas por vezes tenho vontade de deixá-las aqui em casa comigo; acho que pelo medo do desconhecido. Fiquei feliz pois ela voltou tranquila, contou que a professora falou com ela em inglês após ela dizer que tinha borrado seu desenho. Perguntei a ela se ela entendeu e muito a vontade ela disse que "não" sem se preocupar. Acho que ela foi abençoada, sua professora é Argentina e fala o espanhol,tambem pode contar com a professora Cris que é brasileira (de Belo Horizonte) e fala o português. Contou que fez duas amigas e brincou no parque. Isto percebi rapidamente pois ela voltou com as calças, a luva, as botas e o casaco todo lambuzado da lama do gelo que está derretendo. Compramos a noite um par de botas para chuva pois assim ela irá brincar a vontade.......


GALOCHA,SEMPRE TIVE VONTADE DE TER UM PAR!!


Hoje, dia 16, terça feira a Laurinha pediu para brincar num parquinho que tem bem de frente de casa. Ela fica olhando pela janela da cozinha as crianças brincarem. Desci com ela mas ficamos bem pouquinho, isso pois o vento estava doendo o rosto. Agora o sol está aparecendo, a grama e o parquinho também, quase não há mais gelo mas o frio ainda é grande e não estamos acostumados como as outras crianças que ficam normalmente.Uma das crianças ficou conversando com a Laura e comigo (tudo em sueco). Foi em vão , não entendemos nada e parecia que não queríamos falar com ele.Logo tivemos que entrar ,a Bia ficou em casa pois está com o nariz muito entupido e escorrendo, precisa melhorar.......

4 comentários:

Mônica disse...

Que bom que estam bem...por aqui, estamos bem também! Ja estou morrendo de saudades...e continuo rezando todo dia para vocês!...a distância não muda nada no meu amor por vocês, só o deixa cada vez maior!...que saudadeee

Renata Keli disse...

Fran...
que delícia!! Não sabia que estavam de mudança..!!
Que Deus abençoe vc e toda família neste novo lar! Parabéns!!

Estou te seguindo!

Bjs

Ah...depois conte como é morar aí...


planejandobebe.blogspot.com

Fatinha disse...

Oi Fran,
Vejo que tá td caminhando bem. E a Bia até já tá na escola.
Fico imaginando a Laurinha com as maças vermelhas. Q linda!
Aqui nem é o twitter, mas estou t seguindo, viu!
Aqui 21h59 e de acordo com meu conversor de horario ai é 01h59. Certo?
Bjus e fica com Deus

disse...

Oi Fran, fico feliz por vc aí com sua família e me sinto orgulhosa de um dia (dois anos) trabalharmos juntas como foi sendo vc uma pessoa tão especial e agora tbém estrangeira rsrs. Aproveite mesmo essa oportunidade e seja feliz! Estou te acompanhando. Fran sempre é bom ler seus textos; tão criativos, sensíveis e bem escritos. Beijokas em todos e fica com Deus. Rô